Os avanços da tecnologia aceleraram o desenvolvimento das empresas e permitiram que outras fossem criadas, muitas delas com base no modelo startup. Nesse contexto, saber o que é Legaltech é importante para entender como esse processo vem sendo desenhado e tem ganhado força nos últimos anos.

Trata-se de empresas otimizadas e enxutas, que buscam resolver as principais necessidades do mercado por meio da oferta de produtos e serviços inovadores, com enorme condição para crescer cada vez mais e de maneira uniforme.

Neste artigo, vamos apresentar as principais informações e características sobre as empresas Legaltech. Você também vai entender a diferença entre esse modelo e a Lawtech. Por isso, continue a leitura!

O que é Legaltech?

Legaltech, em suma, refere-se à junção das palavras Tecnologia Legal. O termo é utilizado para designar empresas startups que investem em produtos e serviços tecnológicos com o objetivo de resolver os problemas jurídicos e otimizar esse setor dentro das empresas.

Dessa maneira, os recursos tecnológicos são empregados na empresa com o intuito de fornecer serviços jurídicos, inovando a maneira como eles são executados dentro de escritórios e departamentos da área.

Podemos citar como exemplo os mecanismos automatizados de softwares que facilitam a rotina dos advogados e proporcionam melhores condições para que esse profissional execute as suas atividades de forma mais eficiente.

Nesse sentido, a tecnologia vai sendo desenvolvida com o claro objetivo de otimizar a gestão dos escritórios, tornar mais fácil a digitalização e a consulta dos processos, criar uma agenda online que vai orientar e ajudar os profissionais do Direito a se organizarem melhor etc.

Tudo isso melhora o desempenho dos profissionais e faz com que eles se sintam mais motivados e dispostos a trabalhar em uma empresa que investe em tecnologia e os valoriza.

Quais são os objetivos das empresas Legaltech?

Vamos apresentar, a seguir, alguns dos objetivos das empresas Legaltech.

Inovar o mercado jurídico

O Direito é um ramo marcado pela forte concorrência entre escritórios e profissionais pertencentes à área da advocacia. Nesse contexto, qualquer novidade que surja para beneficiar os advogados é considerada como algo positivo e que, inevitavelmente, vai fazer sucesso.

Adotar softwares legais que fornecem serviços jurídicos

A adoção de mecanismos automatizados que visam otimizar a rotina dos advogados é uma inovação benéfica que veio para ficar e que vai fazer com que os escritórios saiam à frente dos concorrentes e se destaquem no meio.

Um bom exemplo são os softwares que acompanham os processos e enviam notificação ao advogado sobre novas publicações (despacho, sentença, intimação etc.) ou algum andamento, como a fase de conclusão.

Proporcionar conhecimento aos profissionais do meio jurídico

A verdade é que as faculdades de Direito não formam profissionais aptos a trabalhar com o mercado inovador atual. Poucos entendem sobre questões relativas à gestão, tecnologia e marketing.

Além disso, o Código de Ética da OAB limita algumas funções do advogado, o que cria uma lacuna e faz com que esse profissional se sinta, muitas vezes, perdido sobre quais funções tem liberdade para desempenhar.

Qual é a diferença entre Legaltech e Lawtech?

O termo Legaltech é usado para se referir a empresas que oferecem serviços para advogados, escritórios de advocacias e departamentos jurídicos de empresas. Por sua vez, as Lawtechs buscam otimizar as tarefas dos advogados, ou seja, essas empresas oferecem soluções para esse tipo de público final.

Contudo, essa diferença é mais acentuada no exterior e não é tão aparente no Brasil. Nesse sentido, ambos os termos, Legaltech e Lawtech, são sinônimos que se referem a empresas, na maioria startups, que surgiram devido a uma necessidade do mercado jurídico causada pela alta demanda de trabalho e a escassez de tecnologias aplicáveis nessa área.

Quais os benefícios oferecidos pelas empresas Legaltech?

Um software para advogados permite reunir informações sobre processos e clientes. Dessa forma, elas são centralizadas, padronizadas e armazenadas em nuvens online. Com isso, os riscos de perda desses arquivos, causados por panes e falhas no sistema, são praticamente nulos.

Confira alguns benefícios:

  • processos digitalizados;
  • organização de informações centralizadas;
  • fácil localização de dados eletrônicos;
  • automação de peças processuais;
  • plataformas de interação entre clientes e advogados;
  • gestão mais eficiente de departamentos jurídicos.

Atualmente, existem plataformas online criadas por empresas startups que buscam trazer inovação e simplificar o trabalho do profissional do meio jurídico. Confira alguns dos nossos exemplos:

  • LEGALNOTE — uma solução poderosa para o acompanhamento de seus processos;
  • DILIGEIRO — um software que permite encontrar correspondentes jurídicos de forma rápida e prática;
  • ELI — Enhanced Legal Intelligence. Trata-se de um assistente jurídico de alta performance;
  • SEUPROCESSO — permite verificar as informações do seu processo judicial diretamente de fontes oficiais de forma rápida.

Quais são as maiores vantagens apresentadas por empresas Legaltech e Lawtech?

Confira os maiores impactos causados pelo surgimento das empresas no mercado jurídico.

Redução de custos

A tecnologia oferece softwares que ajudam a controlar as despesas do escritório e manter o gestor informado sobre o fluxo de caixa no estabelecimento. Sistemas que enviam movimentações processuais também são extremamente úteis, pois evitam o deslocamento do profissional até fóruns para consultar os processos.

Além disso, com a inteligência artificial já é possível adotar chatbots com o objetivo de atender os clientes e sanar as suas primeiras dúvidas. Dessa forma, o advogado só é chamado nos casos em que o cliente tem o desejo de prosseguir com os serviços jurídicos.

Aumento de produtividade e eficiência

As tarefas mais simples foram automatizadas. Isso significa que os advogados têm mais tempo para se dedicar às atividades que demandam maior atenção e raciocínio jurídico. Dessa maneira, há um grande ganho em eficiência e o aumento da produtividade.

Desafogamento do Judiciário

A grande quantidade de demandas faz com que a solução de um processo seja demorada e corra por anos a fio. O advento da tecnologia permitiu a criação de sentenças similares que tratam sobre processos com objetos e causa de pedir parecidos, bem como ajudam no julgamento de demandas repetitivas que pode ser feito em blocos.

Além disso, hoje em dia, há plataformas de resolução de conflitos online, que disponibilizam mediações e acordos. Isso permite que ambas as partes cheguem a um consenso comum pela via administrativa, sem a necessidade de contatar o Poder Judiciário.

Pesquisa jurídica e acesso online às leis

Se antigamente o advogado levava horas para folhear processos e analisar as leis no Vade Mecum, hoje em dia, a tecnologia mudou esse cenário. Atualmente, a inteligência artificial permite localizar documentos por meio de apenas alguns cliques e mantém todas as leis atualizadas por meio de mecanismos que consultam o site do Planalto, por exemplo.

Neste artigo, você pôde compreender o que é Legaltech, quais são as suas características e vantagens. Essa tendência tecnológica veio para ficar e trouxe produtividade e automação em uma área que antes era considerada conservadora e engessada.

Os impactos causados pelas empresas que unem a tecnologia e o Direito vêm ganhando cada vez mais força. A área jurídica está sendo transformada de uma maneira nunca antes vista, e isso é só o começo.

Entendeu como funcionam essas empresas? Confira como a tecnologia vai causar impactos no futuro da advocacia!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
TIKAL TECH
Autor