Conduzir um escritório de advocacia é uma atividade que envolve muito mais do que conhecimento jurídico. É necessário, também, se aprimorar em matéria de gestão empresarial, visando o crescimento e sustentabilidade da banca. Como qualquer negócio, o escritório de sucesso exigirá investimento de tempo e recursos para evoluir.

Não existe fórmula mágica, mas sempre haverá algum elemento que exige um investimento por parte dos sócios. Para definir as melhores formas de investir no escritório é essencial identificar possibilidades e pensar no perfil dos clientes e dos membros da organização.

Para aprender sobre como investir de maneira bem pensada no escritório de advocacia, continue acompanhando este artigo! Separamos reflexões importantes para auxiliar você nesse planejamento.

Vantagens de investir no espaço físico

O local onde os advogados trabalham deve ser pensado para atender a todas as demandas do escritório de advocacia. Investir no espaço físico significa muitas coisas diferentes, mas os esforços devem sempre se direcionar para facilitar o cotidiano e atender bem aos clientes.

Um local com cara de improvisado, sujo ou com mobília em mau estado certamente não trará uma boa impressão para os clientes. Por isso, o investimento no espaço físico é também uma maneira de melhorar a reputação do escritório.

Mesmo quem não recebe clientes e trabalha em casa poderá usufruir de um espaço físico melhor se investir em alguns itens especiais. Cadeiras confortáveis e com boa ergonomia, um local para armazenar códigos, livros e dados técnicos, um espaço silencioso para ligações, uma tecnologia de internet de qualidade e alguns itens para condizir boas teleconferências (local iluminado, preservado de ruídos e visualmente limpo) são elementos muito importantes mesmo para fazer home office!

Formatação do escritório de advocacia

Qual será o formato do escritório? A resposta a essa pergunta define quais serão os melhores investimentos. Em algumas áreas de atuação, como no direito de família, os clientes gostam de ter contato pessoal com advogados e as reuniões são constantemente feitas no escritório dos causídicos. Clientes empresariais, por sua vez, se sentem mais confortáveis em receber o profissional em seus estabelecimentos, pois evitam o deslocamento e têm mais comodidade.

Um cliente que é pessoa física, mas trabalha com tecnologia, pode pensar que reunião presencial é perda de tempo, preferindo uma chamada de vídeo, que, inclusive, pode ser multiusuário e transformar-se em um diferencial de agilidade para o advogado. Neste caso, valeria muito mais a pena investir em tecnologia de ponta do que em móveis. A reflexão de qual é o melhor formato depende das necessidades do negócio e dos desejos da clientela.

Destino dos investimentos

Além da divisão do escritório físico, em coworking ou home office, a decisão dos investimentos varia de acordo com o perfil da banca. Para saber quais são as prioridades do escritório de advocacia e onde investir é interessante identificar os seguintes itens:

  • área de atuação do escritório;
  • público atendido: poder aquisitivo, interesses, o que os clientes esperam de um escritório, se são familiarizados com tecnologia e atendimento remoto, se priorizam contato pessoal etc.;
  • formas mais promissoras de aquisição de novos clientes: relacionamentos com outros escritórios, indicação de conhecidos, marketing jurídico;
  • como os escritórios considerados concorrentes diretos trabalham, quais estratégias daqueles profissionais é interessante;
  • erros e acertos em estratégias e investimentos anteriores.

A formatação do escritório de advocacia é muito importante para que seja possível identificar quais investimentos trarão o melhor retorno. Cada caso será diferente e muitos fatores interferem no processo de decisão. Por isso, investir em autoconhecimento é essencial para um planejamento estratégico eficaz.

Gostou do artigo? Para conhecer a opinião de seus contatos e aprofundar as reflexões deste texto, compartilhe em suas redes sociais para iniciar uma conversa!

Powered by Rock Convert
TIKAL TECH
Autor