Manter-se competitivo no mercado para se adequar às novas tecnologias, aos novos padrões de operação e demandas cada vez maiores de clientes, fornecedores e demais parceiros é a sina de todo empreendimento que pretende vencer em seu mercado de atuação. Na área do Direito, essa realidade não é diferente. Atuando como parte de um escritório ou de maneira autônoma é muito importante que os advogados saibam qual o melhor software jurídico para organizar a sua vida profissional.

Além do controle profissional, existem diversas possibilidades disponíveis a partir dos softwares jurídicos. Conforme esses programas evoluem, surgem cada vez mais oportunidades de aumentar a satisfação dos clientes e fidelizá-los.

Mas a pergunta que nos propomos a resolver é a seguinte.Como escolher o melhor programa? A seguir, vamos primeiro conhecer um pouco mais sobre o que são softwares jurídicos e os benefícios que proporcionam. Logo em seguida, veremos como escolher o melhor programa de acordo com as suas necessidades. Vamos lá!

O que é um software jurídico?

Softwares jurídicos são programas que apresentam a finalidade de auxiliar na organização do fluxo de trabalho dos profissionais do Direito. Geralmente, contam com ferramentas variadas capazes de automatizar ações burocráticas e repetitivas, centralizar controles financeiros, facilitar a gestão de contratos, processos, prazos e agendamento de reuniões.

Por meio desses programas, é possível realizar o compartilhamento de documentos e arquivos, mantendo a constante atualização sobre o andamento de processos, permitindo respostas mais rápidas aos clientes. Dessa maneira, o software permite uma experiência superior tanto para o advogado quanto para seus clientes, tornando a comunicação e a experiência com o serviço mais agradável.

É importante destacar, porém, que o termo software jurídico não deve ser empregado de maneira genérica, como se fosse uma espécie de ERP Jurídico. Para aqueles que não estão familiarizados com o tema, a sigla ERP — Enterprise Resource Planning — se refere a softwares de gestão empresarial integrada, que reúnem em um único programa as soluções de informação gerencial de diferentes departamentos de uma empresa como finanças, recursos humanos, vendas etc.

Nesse sentido, um software jurídico não é necessariamente uma solução única para todos os problemas de um escritório, mas pode contar com programas ou soluções específicas para cada demanda, proporcionando ainda mais organização e funções especializadas.

Quais as vantagens de um software jurídico?

O resultado do uso desses programas traz muitas vantagens, otimizando o trabalho da equipe e reduzindo o tempo gasto com burocracias diárias, além de liberar o advogado para as suas atividades principais, como o estudo de casos, atendimento, formulação de argumentação etc. Além disso contar com o apoio desses sistemas contribui para a diferenciação e para a estratégia de negócio do escritório.

Vamos conhecer um pouco mais das vantagens dos softwares jurídicos.

Vantagem competitiva

Como já comentamos, adotar programas de gestão específicos para a área jurídica ajuda a competitividade dos escritórios frente às pressões naturais de concorrência do mercado por melhores serviços, preços e soluções. A quantidade de profissionais da área jurídica que fazem uso de algum tipo de tecnologia cresceu muito nos últimos anos.

Também houve um aumento na quantidade de aplicativos destinados ao auxílio em tarefas do trabalho ou no âmbito pessoal, que estão disponíveis para smartphones, computadores ou tabletes. Esses recursos, porém, em nada se comparam às soluções dedicadas especificamente ao exercício da profissão, de que apenas os softwares jurídicos dispõem.

Mineração de dados

Todos os dias, a quantidade de dados produzidos cresce de maneira exponencial. Apenas como curiosidade, 90% dos dados presentes hoje na internet foram criados nos 2 últimos anos.

Os uso estratégico dos dados tem transformado a maneira como operam as empresas e somente aquelas capazes de trabalhar os seus dados para obter informações relevantes para tornar os seus processos e a tomada de decisões ainda  mais eficientes, somente essas estão aptas para enfrentar os desafios do futuro enquanto as outras que não se atentarem para esta oportunidade, estarão em risco de serem reconhecidas como ultrapassadas e obsoletas.

Manter-se atualizado

Softwares jurídicos não devem ser vistos como meros gastos empresariais mas sim como investimento para a melhor gestão dos escritórios de advocacia capazes oferecer suporte e as melhores ferramentas no desempenho das suas atividades.

Com mais tempo livre é possível que o advogado dedique mais tempo se atualizando sobre o que existe de mais importante em sua profissão, tanto no âmbito do conhecimento das leis e suas aplicações como na área comercial, relacionado a melhorias, incremento de soluções e outras  oportunidades existentes no mercado.

Aprimorar processos

A ampliação do trabalho jurídico como advogado ou consultor exige de maneira proporcional um aumento da dedicação do profissional. Sendo assim, nesse ramos crescimento é sinônimo de mais tempo dispendido que deverá ser compensado por um comprometimento maior da agenda ou por meio da contratação de funcionários.

Para auxiliar no aprimoramento dos processos a adoção dos softwares jurídicos são ferramentas essenciais pois oferecem uma estrutura completa para a padronização de atividades mais comuns que consomem muito tempo.

Assim os programas jurídicos permitem organizar e simplificar as operações para que haja mais tempo disponível para focar no desenvolvimento e crescimento do negócio e não mais em atividades irrelevantes ou de menor importância dentro da finalidade da empresa.

Reduzir riscos

Quanto maior for a operação de uma empresa da área jurídica sejam elas um escritório de advocacia, consultoria jurídica ou outros serviços, maiores serão os compromissos assumidos e  o seu nível de responsabilidade.

Junto com essa responsabilidade estão os riscos inerentes causados por diferentes problemas como uma contestação de negligência por exemplo, que podem manchar a reputação de um escritório, minar o crescimento ou mesmo causar o seu fechamento.

Diante disso a implementação de controles e monitoramentos de processos e tarefas por meio dos programas jurídicos de gestão ajudam a construir uma visão sistema do negócio e a reduzir ou pelo menos limitar esses riscos.

Como escolher um software jurídico?

Existem muitos programas jurídicos disponíveis no mercado e por causa disso a tarefa de escolher algum deles pode ser um  tanto quanto complicada. Por isso é necessário dedicar tempo para análise e muito cuidado na comparação uns com os outros para tomar a melhor decisão. Afinal como observamos são muitas as vantagens que um software jurídico pode proporcionar afetando diretamente o desempenho das empresas.

O primeiro passo é elencar quais os objetivos e os motivos que o fazem procurar por novos sistemas. Nesse sentido um software jurídico deve atender especificamente às suas necessidades. Por isso tenha bem claro qual a finalidade do programa e o que você precisa exatamente como solução.

Uma dica importante para garantir um armazenamento de informações mais seguro dos documentos e demais arquivos da sua empresa é optar por programas que adotem o salvamento em nuvem.  Essa solução permite além de mais segurança, a praticidade, pois elimina a necessidade de aquisição de servidores locais para guarda de informações. Assim todos os arquivos necessários a realização dos trabalhos ficam disponíveis para acesso a partir de qualquer lugar conectado a internet.

Além dos diferenciais citados é importante que você tenha em mente que a melhor abordagem para o advogado é contar com diversas soluções / softwares que sejam capazes de resolver problemas específicos pois geralmente são melhores no que fazem, observando também qual é a relação custo benefício mais apropriada a sua realidade.

Até aqui podemos observar que os softwares jurídicos são fundamentais para a gestão mais eficiente dos escritório de advocacia e são peças fundamentais no incremento da percepção de valor dos serviços e contribuem significativamente para a melhora geral dos seus resultados.

Além disso os programas jurídicos possibilitam a uma organização melhor dos compromissos, do gerenciamento de prazos  e do controle do fluxo de trabalho de uma maneira geral permitindo a oferta de uma experiência superior aos clientes.

Diante das vantagens e das dicas apresentadas para decidir qual o melhor software jurídico, e sobre qual é o mais adequado às suas necessidades para ao exercício da profissão, recomendamos que você continue a aprimorar os seus conhecimentos sobre o assunto e leia este artigo, onde apresentamos mais soluções para o ganho de eficiência e melhora dos resultados da sua empresa.

Powered by Rock Convert